Todo dia, temos um novo dia para começar novamente.



Domingo preguiça e como todos os dias - pra não dizer de 5 em 5 minutos - você vai e checa o Feed do seu Facebook. Vai lá ver como está a vida das pessoas que tem adicionado, como foi a noite anterior...

Uma das características mais notáveis é que a felicidade alheia aparenta ser mil vezes maior do que a sua, seja com posts sobre o relacionamento perfeito ou com milhares de fotos mostrando apenas o lado bom da vida. Tipo a super roupa linda que alguém comprou, a viagem maravilhosa ou o jantar naquele restaurante badalado. 
O curta “What’s on your mind?“(“O que você está pensando?”) - de Shaun Higton, cria polêmica ao questionar o problema da vida editada e que distorce a vida real. Sabe... Essa sensação de que você é menor do que os outros é o fato preocupante, visto que ninguém deve se sentir desconfortável com o que tem, seja seu corpo, seu prato de comida ou sua viagem pra uma praia nada paradisíaca.

Claro que a exposição é relativa e nem todos usam o espaço virtual para se expor, mas a tal “felicidade” é algo recorrente na linha do tempo da grande maioria dos usuários de redes sociais. Principalmente as bloggers, que ralam para manter a linha 'ryca', já que 'A fama só vem com riquesa' (Blogger - Jana Sabrina kkk ).
A verdade é que ninguém é tão feliz quanto aparenta o respetivo Instagram ou Facebook, mas, em contrapartida, que entediante e igualmente incômodo seria compartilhar os nossos problemas e reclamações o tempo todo na internet.

E aí, qual é a solução? Se expor menos? Largar as redes sociais? Continuar sendo feliz “o tempo todo”?

Sou da ideia que acreditar que tudo vai bem e ser positivo ajuda. Fica com inveja disso ou daquilo que algo demonstra ter/fazer/ser não é nada legal, porque vai que sei lá, a pessoa tenha alcance disso tudo mas que lhe falte verdadeiras amizades, paixão, familia ou qualquer coisa que VOCÊ TENHA. 

Já pensou se for o oposto? 

Criei o blog depois de tanto invejar o 'antes/depois' de muitas pessoas que vi pela net. E aí decidir a ajudar a quem se sente infeliz em ver os outros indo pra frente. Faço e comento o possível aqui para animar todas que acompanhem o blog. 

Sou amiga pra todas as horas! Se precisar de apoio, vem cá, conversa comigo. 
As coisas podem não estar 100% mas só temos uma vida pra viver, e depender de redes sociais ou felicidade inventada dos outros é muita besteira.


E então, o que acharam do post? Comentem e façam desse espaço seu também!

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada pela visita!
Sempre respondo os comentários, visito os blogs de volta e lá, mando novamente a resposta do que foi dito aqui.

Siga também | FB Page A Bela, não a Fera|